Envelhecimento dos hamsters

Envelhecimento dos hamsters

Os hamsters são animais bastante apreciados, principalmente pelas crianças, mas infelizmente um facto sobre os hamsters é que não dispõem de uma esperança média de vida extensa. Vivem mais anos em cativeiro do que no seu lado selvagem, ainda assim não são muitos os anos que vivem.

E com o passar do tempo um hamster torna-se idoso. Nesta fase é necessário termos atenção a alguns detalhes para que possamos continuar com um hamster saudável, mesmo que em actividade mais reduzida do que estávamos habituados.

Como detectar o envelhecimento

Em média um hamster vive três anos. Não quer dizer que haja hamsters que vivam um pouco mais, mas por norma um hamster chega aos três anos de idade. E por norma a meio desse tempo já é possível detectar alguns sinais de envelhecimentos.

Há certos detalhes que poderemos logo notar, como por exemplo um hamster deixa de usar tão exaustivamente a sua roda de exercício. Passará também mais tempo a dormir e menos tempo a comer como era de costume.

Fisicamente também poderemos notar algumas mudanças, com por exemplo surgirem tons cinzas no seu pêlo, como também alguma queda desse mesmo pêlo. Isto também um pouco a ver com a menor frequência de alimentação.

Métodos para desacelerar o envelhecimento

Da nossa parte poderemos fazer algumas coisas que ajudarão o hamster a manter um espirito mais jovem mesmo quando a idade já lhe pesar. Um dos métodos que melhores resultados dá é tentar proporcionar momentos de actividade, já que por iniciativa própria poderão não haver em tanta frequência.

Um hamster tornando-se menos energético já não nos fugirá tanto. Por essa razão já podemos deixá-lo fora da gaiola mais tempo e mais vezes, dando-lhe total liberdade para fazer o que quiser. Isso ajudará a fazer algum exercício e estimular o seu corpo e mente.

Com o passar do tempo podemos também variar um pouco nos brinquedos e acessórios que o hamster dispõe na sua gaiola. Podemos por exemplo substituir a roda de exercício por uma mais adequada à sua condição física. Os novos brinquedos também poderão fazer face às suas necessidades mais actuais.

Com o passar do tempo o hamster comerá e roerá menos, o que faz com que possa surgir problemas a nível de dentes já que estes não param de crescer. Para além de ser necessário adaptar a dieta do hamster para que este continue a ingerir todos os alimentos necessários para se manter saudável, devemos se necessário ir a um veterinário para que este possa cuidar dos seus dentes, já que o hamster não é capaz de o fazer sozinho.

Compártelo en tu red social:
Más en Animais - Hamsters:
Aviso legal Contacto Google+ Facebook